Público-alvo desta fase foram crianças entre seis meses e menores de cinco anos; segunda etapa, que ocorrerá entre os dias 18 e 30 de novembro, englobará pessoas de 20 a 29 anos que ainda não foram vacinados contra a doença

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), encerrará nesta sexta-feira (25), na capital, a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo. Até quinta-feira (24), de acordo com a Coordenação de Imunização da Semus, foram vacinadas 11.057 crianças entre seis meses e menores de cinco anos de idade, que constituem o público-alvo desta etapa. A campanha integra a política de saúde preventiva da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Nesta sexta-feira (25), das 8h às 17h, todos os postos de saúde estarão disponíveis e a expectativa é que os pais ou responsáveis legais procurem os locais para imunizar os seus filhos. A meta estabelecida para esta etapa da campanha é proteger 12.835 pessoas, saldo referente ao mínimo mensal estimado que busca a vacina contra o sarampo fora do período de campanha.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, enfatizou a importância da ação do poder público. “A orientação do Ministério da Saúde é vacinar crianças que não tomaram a primeira dose ou deixaram de fazer o reforço, e a gestão do Prefeito Edivaldo colocou a vacina à disposição em toda a rede. A população tem entendido nosso chamamento e, até o momento, a avaliação da campanha é positiva”, disse.

SEGUNDA FASE

No dia 19 deste mês, a Semus realizou o Dia D contra o Sarampo. Na ocasião, os postos de saúde estiveram abertos das 8h ao meio-dia. À tarde, nos shoppings Rio Anil, São Luís e da Ilha, foram montados postos volantes disponíveis das 15h às 19h. Os postos volantes também haviam sido montados nos centros comerciais no dia 5 deste mês.

A segunda etapa da campanha contra o sarampo, que englobará pessoas de 20 a 29 anos de idade e que ainda não foram vacinados contra a doença ocorrerá entre os dias 18 e 30 de novembro. Para este público, o Dia D ocorrerá em 30 do próximo mês.

O sarampo é uma doença grave e pode levar a pessoa a desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.