Este é o 13º equipamento em pleno funcionamento na capital e novos estão sendo construídos; com isto, gestão do prefeito Edivaldo avança ainda mais na politica de gestão de resíduos sólidos em São Luís

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior tem avançado na profissionalização da gestão de resíduos sólidos de São Luís. Entre os destaques está a política dos Ecopontos, que foi implantada desde maio de 2016 e já garantiu o descarte ambientalmente adequado de mais de 30 mil toneladas de resíduos recicláveis e volumosos. Nesta semana, a Prefeitura colocou em operação o Ecoponto Itapiracó, que atende, diretamente, à região do Cohatrac. Mais dois equipamentos, Sacavém e Parque dos Nobres, já estão com as obras em fase avançada.

O novo Ecoponto, o 13º implantado em São Luís, está localizado na Avenida Joaquim Mochel. O equipamento no Itapiracó é o primeiro a ser implantado na região do Cohatrac e foi construído em frente à área conhecida como Campo do Léozão. A região era um ponto crônico de descarte irregular de lixo, onde a Prefeitura mantinha ações constantes de remoção mecanizada para coibir o acúmulo exagerado de resíduos.

“Continuamos investindo e avançando na política de resíduos sólidos por entendermos que esses investimentos refletem na melhoria da saúde e da qualidade de vida da população e na preservação do meio ambiente. Com mais este Ecoponto vamos melhorar a limpeza na região e trazer diversos benefícios para os moradores não só da localidade, mas de toda cidade”, disse o prefeito Edivaldo.

Segundo a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, a região está no planejamento desde o início da estruturação da política dos Ecopontos. “A Prefeitura de São Luís vinha realizando estudos técnicos para localizar uma área em que o equipamento de limpeza pudesse ser construído na região do Cohatrac, mas somente este ano foi possível iniciar, de fato, as obras” contou.

Como o terreno fica próximo à Área de Proteção Ambiental (APA) do Itapiracó, o descarte irregular na região representava risco de poluição ambiental, outro motivo que justificou a aprovação das licenças ambientais necessárias para a construção do Ecoponto na localidade. Ainda de acordo com Carolina Moraes Estrela uma segunda área no Cohatrac já foi identificada para a construção de um segundo equipamento do tipo no bairro.

ECOPONTOS

Os Ecopontos são equipamentos da Prefeitura de São Luís onde a população deve fazer o descarte ambientalmente adequado dos resíduos recicláveis e volumosos, que não são recolhidos pela coleta domiciliar. Os equipamentos, implantados em pontos estratégicos da cidade, beneficiam toda a população da capital e mais diretamente aqueles que moram nos bairros onde os Ecopontos estão instalados ou no entorno. Entre os benefícios estão a melhoria na limpeza urbana, da saúde pública, na qualidade ambiental e o fortalecimento das cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

Com a entrega do Ecoponto Itapiracó, a Prefeitura segue avançando na construção de novos equipamentos. Já está com obras em fase final o Ecoponto Sacavém, localizado na Avenida dos Africanos. Também já está em obras o Ecoponto Parque Amazonas. O Ecoponto Centro, localizado no Anel Viário, também está com as obras em andamento. Ele terá ainda um galpão de triagem para materiais recicláveis anexo, facilitando o trabalho da Associação de Catadores de Material Reciclável (Ascamar), para quem o espaço será cedido.

Além disso, já estão sendo preparadas áreas nos bairros Barreto e Primavera para construção de Ecopontos nestas localidades. Outro Ecoponto cujas obras estão em fase de preparação é o Vila Isabel, na área Itaqui-Bacanga, que também contará com galpão de triagem que será cedido à Cooperativa de Reciclagem de São Luís (COOPRESL).

SAIBA MAIS
Que materiais são recebidos no Ecoponto?
ELETRÔNICOS: televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
ENTULHO: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
MADEIRAS: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
ÓLEO DE COZINHA: até 5 litros
PNEUS: até 4 unidades
PODAS DE ÁRVORE E RESTO DE CAPINA: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
RECICLÁVEIS: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
VOLUMOSOS: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)

Que materiais os Ecopontos não recebem?
Lixo doméstico
Animais mortos
Resíduos hospitalares
Resíduos perigosos/contaminados: pilhas, baterias, lâmpadas, cartuchos/tonner, etc

Qual o horário de funcionamento do Ecoponto?
Segunda-feira à Sábado, das 7h às 19h

Informações:
Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana: 0800 098 1636.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.