Nesta quinta-feira, 8, a Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, realiza uma audiência pública para apresentação e apreciação do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. O evento acontece no auditório da Escola Maria José Macau, a partir das 8h da manhã. 

Segundo a prefeita Irlahi Moraes (PMDB), durante a audiência serão apresentados dados sobre a atual situação da gestão de resíduos sólidos no município. “Além disso, iremos traçar, em parceria com a comunidade, um plano de gestão para os próximos anos, ou seja, faremos uma reelaboração do que utilizamos atualmente, para ampliar a eficácia das ações”, revela a gestora.

A audiência pública atende às disposições da Resolução nº 307/2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e da Lei Federal nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. “Será uma oportunidade para tratarmos sobre diversos aspectos relacionados à gestão de resíduos sólidos, como as fontes geradoras e, sobretudo, as formas de tratamento e destinação deste material”, destaca o secretário municipal de Meio Ambiente, Leonardo Cavalcante.

Ele reforça que as temáticas que serão abordadas durante o evento ampliam a necessidade de participação popular. “Daí estarmos mobilizando toda a sociedade a comparecer à audiência pública, para que todos possam ficar cientes das diretrizes e ações, bem como contribuir na elaboração de novas ideias”, ressaltou Cavalcante.

Estudo concluído

A audiência pública também será uma oportunidade para apresentar os resultados do ‘Cálculo Gravimétrico’, procedimento que consiste na análise de todos os resíduos sólidos produzidos no município em Rosário. O processo ocorreu no período de 29 de janeiro a 04 de fevereiro deste ano, no Aterro Sanitário Titara.

O estudo gravimétrico foi realizado por uma equipe gerenciada pela Engenheira Ambiental, Ana Maria Lima Chaves, de Brasília. A equipe foi composta por servidores da Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Infraestrutura de Rosário.

A Gravimetria, como é conhecida, tem como objetivo gerar dados sobre a realidade atual da geração de resíduos sólidos de uma fonte geradora. É por meio destas informações que se tem um diagnóstico da situação atual dos resíduos sólidos do município. “Por esta razão fizemos questão de dar prioridade a esta ação”, justifica a prefeita Irlahi Moraes.

De acordo com Leandro Cavalcante, a conclusão do estudo gravimétrico em Rosário é um passo importante para a elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos e do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. “Isso coloca nosso município em uma posição de destaque no Maranhão”, afirma o secretário.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.