Cézar Bombeiro fará pronunciamento sobre aumento do transporte e percentuais diferenciados

O vereador Cézar Bombeiro (PSD) manifestou-se preocupado com a situação de milhares de famílias de São Luís, que desde segunda-feira, (22), estão pagando um transporte coletivo mais caro e com reajustes diferenciados que variam entre 6,45% e 22%, o que precisa ser esclarecido e que pode perfeitamente ser questionado pelo Ministério Público e pelo Procon. O argumento de que o reajuste faz parte da concorrência pública dos transportes coletivos de 2016, nos remete ao questionamento de que os empresários não fazem a sua parte, relata o vereador.

 Sobre o assunto, o parlamentar do PSD anunciou que “com o reinicio dos trabalhados da Câmara Municipal, vou pedir aos colegas um debate sobre a questão de direitos e deveres que constam da concorrência pública para que possamos estabelecer o cumprimento das regras com a responsabilização dos infratores”.

Cézar Bombeiro assegura que “o transporte coletivo continua deficiente e bem precário. Os vícios de favorecimento de empresários com setores da cidade foram mantidos; as viagens são bastante demoradas, o número de coletivos não satisfaz a demanda; as constantes panes mecânicas que deixam trabalhadores em ruas e avenidas da cidade”.

Dando continuidade a sua argumentação ele acentua que “ não há a livre concorrência o que escraviza a população que fica a mercê dos interesses e boa vontade dos empresários, além de que são cada vez mais frequentes muitos coletivos que não passam por limpeza e com o inverno em alguns entra água pelas janelas e portas, o que caracteriza uma alta deficiência do serviço de fiscalização municipal”.

Lamenta o vereador da social democracia: “Mesmo com as constantes denuncias de usuários, feitas diariamente, através da mídia, não há uma fiscalização para a retirada de circulação dos coletivos depreciados, o que enseja a que a população continue sendo tripudiada em seus direitos”

             FAVORECIMENTO

Na sua fala ele assinala que “Infelizmente, os empresários são aliados de gestores públicos, o que tende o favorecimento das suas pretensões, mas não se pode de maneira alguma penalizar a população sofrida em um momento sério de crise, em que os governos municipal e estadual  excluem os servidores públicos de reajustes salariais.

Cézar Bombeiro registra que o salário mínimo que era de R$ 937,00 passou no dia primeiro deste mês para R$ 954,00 com o reajuste insignificante de R$ 17,00, o correspondente a 1,88%. “O trabalhador e o servidor público vão receber o mísero reajuste no inicio de fevereiro, mas já estão pagando os novos valores das passagens dos transportes coletivos, com as mesmas deficiências”, enfatiza ele.

Lei de Pavão Filho é sancionada e mototaxistas terão que fornecer touca descartável ao usuário

Um projeto de autoria do vereador Pavão Filho (PDT), que foi sancionado como lei nº 5.977 de 08 de junho de 2015, torna obrigatório o fornecimento de touca descartável aos usuários do serviço público de mototáxi, quando for fazer o uso do capacete, fornecida pelo próprio condutor ou responsável pelo veículo.

A proposta do parlamentar pedetista tem “como objetivo de garantir a higiene e a possível transmissão de doenças para as pessoas que utilizam essa forma de serviço de transporte”, afirma ele. Ainda de acordo com sua argumentação, “o mototaxista não transportará o usuários que se recusar ao uso da touca higienizada, antes do capacete.

Ressalta ainda a iniciativa que a touca será utilizada uma única vez, não podendo ser objeto de uso para outra pessoa. Além disso, consta na lei que após a sua utilização a touca será descartada em recipiente de lixo apropriado, convocado no serviço de mototaxi.

Segundo do dispositivo legal, o fornecimento da touca será de responsabilidade do mototaxista, e a prefeitura por meio da SMTT (Secretaria Municipal de trânsito e Transportes) em parceria com a SEMUS (Secretaria Municipal de Saúde) disponibilizará mensal e gratuitamente toucas descartáveis a cada mototaxista concessionário do serviço público de mototáxi.

Conforme a lei, oriunda do projeto de Pavão Filho, caso o mototaxista não cumprir o disposto, quando autuado em flagrante receberá multa, e em caso de reincidência, a concessão do serviço de mototaxi será suspensa por um prazo de sessenta (60) dias e o veículo recolhido pela SMTT.

Violência contra a mulher, consciência ambiental e mobilidade urbana foram temas abordados por Ricardo Diniz em 2017

Na continuação da retrospectiva 2017, vamos destacar as ações do vereador Ricardo Diniz (PCdoB) nos meses de abril e maio. O vereador concluiu o primeiro ano do seu segundo mandato com o sentimento de dever cumprido.

“Continuaremos trabalhando muito mais em 2018 sempre em defesa da nossa população de São Luís e pela melhoria da capital”, afirmou Ricardo Diniz. Em 2017, na tribuna da Câmara Municipal de São Luis, o vereador Ricardo Diniz propôs um debate mais amplo sobre a punição aos condenados por crime
de violência contra a mulher e sugeriu a castração química para estupradores, um tema que provocou grande repercussão.

O vereador homenageou o Dia do Escoteiro com uma sessão solene na CâmaraMunicipal que contou com a participação de grupos de escoteiros de São Luis. Durante a sessão o vereador anunciou que vai propor a criação do Dia Municipal do Escoteiro.

Uma das principais ações do vereador Ricardo Diniz foi o projeto Plantando Vidas com o objetivo de criar nos moradores uma consciência ambiental, incentivando uma relação maior entre as pessoas e o meio ambiente. O lançamento do projeto foi na Cidade Operária onde foram distribuídas e plantadas mudas de árvores para revitalizar áreas verdes.

A preocupação com a mobilidade urbana é prioridade para o vereador que em reunião com Artur Cabral presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos – MOB, apresentou propostas para facilitar o trânsito e o transporte público como a criação do Terminal de Integração da área Itaqui-Bacanga e a utilização de vans e micro-ônibus como transporte complementar para atender às comunidades com poucas linhas de ônibus ou que possuem um acesso difícil para coletivos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.