Uma cena vergonhosa foi registrada no interior do ferry boat Cidade de São José que fez ontem à noite, quarta-feira (26), por volta das 19h, a travessia Ponta da Madeira ao Porto do Cujupe, em Alcântara. Como o teto do transporte encontra-se cheio de buracos, águas das chuvas alagaram a balsa, deixando passageiros molhados, inclusive crianças. 

A reclamação foi imediata por causa do descaso do governo estadual que fez a intervenção e entregou os serviços de deslocamentos para a empresa estatal MOB , que não colocou uma embarcação nova ou reformada no trajeto. Além da falta de segurança de quem viveu o sofrimento de ontem, o risco para a saúde.

Sem mais nem menos, o governador Flávio Dino privatizou os serviços que eram oferecidos pela Servi Porto, a mais antiga no transporte hidroviário do Maranhão e passou a administração para a MOB. Em seguida foi feita uma licitação ganha pela Celte Navegação, embora sem nenhum tipo de transporte para fazer os serviços  a partir de março deste ano. A MOB se apoderou das balsas pertencentes a antiga empresa, sem o cuidado de fazer novas adaptações.

O resultado é um serviço inseguro, desconfortável, sem o cumprimento normal dos horários, com embarcações vez por outra ficando à deriva em alto mar, diante dos olhares complacentes  também da Marinha.

Confira imagens.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.