Em plena pandemia do novo coronavírus, quando as pessoas estão mais em casa e produzindo muito lixo domiciliar, a coleta de lixo em São José de Ribamar está praticamente parada. O problema já se arrasta por quase duas semanas e o motivo seria a falta de pagamento pela Prefeitura de Ribamar da empresa que faz a coleta. O lixo se acumula em várias áreas do município, aumentando o risco de contaminação da população.

Moradores estão denunciando a falta de coleta há pelo menos 10 dias nas localidades: Alto do Turu, Maiobinha, Mata, Parque Araçagi, Matinha, Tijupá Queimado, Trizidela, Residencial Cedro, Bela Vista, Nova Terra, Jardim Tropical, Raio de Sol, Residencial Olímpico, Residencial Cedro, 11 irmãos, Cidade Alta, Parque Florence, entre outras.

Por causa da sujeira e falta de ação da Prefeitura de Ribamar, um advogado entrou com uma ação na justiça para obrigar o prefeito Eudes Sampaio a providenciar a coleta emergencial do lixo no município. Porém, segundo moradores, a coleta foi feita apenas na sede de Ribamar, ficando de fora as áreas limites, onde há muitos núcleos habitacionais.


“A Prefeitura de Ribamar justificou a sujeira dizendo que as duas empresas estão trabalhando com redução de funcionários por causa da pandemia da Covid. Mas por que a Prefeitura não usa os recursos que já tem à sua disposição, como caçamba, pás carregadeiras para fazer a limpeza?”, questiona o morador Maiko Suell numa rede social.

“É um absurdo a gente ficar sem coleta de lixo numa época de pandemia, quando a higiene é a principal arma contra a Covid. Tem muita gente em casa, produzindo muito lixo doméstico. As sacolas não cabem mais nas lixeiras e se acumulam nas calçadas e terrenos baldios. Com a chuva, a enxurrada espalha a sujeira e há risco de contaminação sim”, reclama a moradora Sebastiana Nascimento num grupo de whatsapp.

Vale lembrar que Ribamar é o terceiro município mais populoso do Maranhão e está em terceiro lugar no número de casos de Covid-19, com quase 250 pessoas contaminadas, perdendo apenas para São Luís e Imperatriz.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.