Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

Comando da PM vai corrigir promoções feitas por Arnaldo Melo

Política
 

Informações de dentro do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão repassadas ao Blog do Luis Cardoso dão conta de que o Coronel Alves vai tornar sem efeitos seis promoções efetivadas pelo deputado Arnaldo Melo, quando estava no exercício do cargo de governador interino.

Conforme a fonte da PM, as promoções foram feitas pelo critério de bravura, o que teria ficado constatado que não houve o efeito e nem o merecimento.

Os promovidos são militares que atuam no gabinete da presidência da Assembleia Legislativa e de outros que estão à disposição de deputados.

O primeiro mês do governo Flávio Dino

Política
 

Fávio Dino completa hoje 31 dias no cargo de governador do Maranhão. Se elegeu prometendo mudanças nas práticas administrativas e políticas do Estado. E foi exatamente prometendo fazer diferente ou muito melhor que obteve mais de 60% dos votos do eleitor, ganhando no primeiro turno.

Ainda é cedo para cobrar as promessas não cumpridas até agora. Porém, começa ficar tarde para reverter algumas situações que estão levando sua gestão ao constrangimento e ao descrédito.

Dino acertou quando anunciou a convocação de mil militares excedentes do último concurso e seletivos para centenas de agentes penitenciários e professores. Bateu legal quando anunciou o fim de contratos com terceirizadas de diversos setores que beneficiam aliados e até parentes da ex-governadora Roseana Sarney, com o hiper faturamento.

O setor de Segurança Pública tem sido duro e enérgico com a bandidagem, mas os índices de assassinatos na região Metropolitana de São Luís chegaram a mais de 100 nestes 31 dias, desafiando o trabalho dos policiais.

Mas neste primeiro mês da nova administração o slogan se encaixa direitinho: Um Governo de Todos Nós. Sim, são nós de todo tipo, incluindo o nó cego que é mais apertado e o nó frouxo que deixa passar tudo.

O não pagamento correto até agora dos médicos tem gerado insatisfação no setor de saúde e o resultado disso tem sido a ineficiência nos atendimentos aos pacientes.

A alteração no calendário da folha de pagamento deixou irado o funcionalismo público estadual, que diga-se de passagem votou em sua maioria no novo governador. Mas aí veio o recuo e o primeiro pagamento na sua gestão começou hoje, dentro do mês e não no mês subsequente como pretendia Flávio Dino sem consultar os funcionários.

Depois teve (acho até que ainda não terminou) aquela briga pessoal e rancorosa para fechar o Museu da República (ou de Sarney como querem alguns). Um fecha e abre que acabou em desgaste para o governo.

Mas foram nas nomeações sem nenhum crivo que o governo do PCdoB mostrou os fundos. Foram nomeados e ainda permanecem no cargos irmãos, tios, primos, namoradas, amantes, mulheres, fichas sujas, quadrilheiros e, por último, parentes de agiotas.

O pecado chegou a tamanha proporção que ganhou espaços na imprensa nacional. Tudo aquilo que Flávio Dino havia prometido banir do Maranhão, tirar o Estado das manchetes negativas.

Mas como temos apenas 31 dias de governo, Flávio Dino pode corrigir os erros presentes e pavimentar um futuro mais digno aos maranhenses que acreditaram nos seus propósitos.

Vigilantes sem salários iniciam greve por tempo indeterminado

Maranhão
 

Trabalhadores terceirizados pela empresa Potencial de Segurança Privada, que prestam serviços de vigilância nas Delegacias de Polícia Civil e em outros órgãos, continuam com os salários atrasados.

A eles fora informado de que não há previsão alguma para recebimento dos seus vencimentos, isto por que o pagamento só foi liberado pelo Governo do Estado aos que prestam serviços à Secretaria de Educação (Seduc).

Além das delegacias, os terceirizados que atuam na Univima, Secretaria de Cultura e Secretaria de Segurança Pública, também não têm previsão alguma de receber seus salários e diante desta situação os trabalhadores cruzaram os braços e declararam greve por tempo indeterminado.

Justiça condena bancos por empréstimos fraudulentos

Judiciário
 

Os bancos do Brasil, Santander e BMG terão que indenizar, por danos morais, clientes vítimas de empréstimos fraudulentos efetivados naquelas instituições financeiras, por decisão da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), após julgamento de vários processos sobre contratação e cobrança irregular de empréstimos bancários. Todos os processos ficaram sob a relatoria do desembargador Cleones Cunha.

Em um dos processos, o Banco do Brasil foi condenado a indenizar em R$12 mil um cliente que teve seu nome incluído indevidamente nos serviços de proteção ao crédito, em decorrência de empréstimo fraudulento contratado indevidamente em seu nome.

No julgamento do processo relativo ao banco Santander, o valor da indenização foi fixado em R$ 8 mil. O banco ainda chegou a cogitar a possibilidade de a contratante ter sido vítima de golpe, apontando que toda a documentação necessária foi apresentada no ato da transação bancária,. O colegiado, no entanto, negou provimento ao recurso, acolhendo voto do desembargador Cleones Cunha pela condenação daquela instituição bancária.

No processo que envolve o BMG, o valor de indenização, por danos morais, foi aumentado de R$ 2 mil, para R$ 10 mil, após recurso interposto pelo cliente junto ao Tribunal de Justiça contra sentença da Justiça de 1º Grau. Tendo em vista o caráter pedagógico preventivo e educativo, os desembargadores membros da câmara estabeleceram em R$2.974,72 o valor da indenização por danos materiais.

No julgamento dos processos, os argumentos das instituições financeiras não convenceram o desembargador-relator Cleones Cunha. Para o magistrado, os bancos e estabelecimentos comerciais devem utilizar todas as precauções para garantir segurança na efetivação de cadastros, não tendo os clientes vítimas de fraude a obrigação de arcar com pagamentos de dívidas decorrentes de contratos juridicamente irregulares.

As informações são do TJMA

Caixa Econômica Federal abre inscrições para estagiários nível médio e técnico

Brasil
 

A Caixa Econômica Federal (CEF), por intermédio do Centro de Integração Empresa Escola (Ciee), abriu inscrições para o processo seletivo de estagiários de nível médio e técnico.

A seleção será para composição de cadastro reserva e as vagas serão distribuídas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

As inscrições podem ser realizadas até a próxima sexta-feira (6), na página do Ciee na internet. O edital e demais informações também podem ser obtidos no site.

Saiba mais acessando a nossa página em Concursos.

Prefeitura de Santa Inês inicia registro no SIM

Política
 

Implantando há pouco tempo no município de Santa Inês, o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) inicia sua atuação na cidade. O órgão regulamentador faz um trabalho de divulgação da obrigatoriedade do registro das empresas que atuam na industrialização, beneficiamento e a comercialização de produtos de origem animal.

De acordo com a coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) de Santa Inês, Adriana Ferreira Silva, o órgão atuará na inspeção e a fiscalização dos animais de todas as espécies destinados ao abate, seus produtos e subprodutos e matérias primas; o pescado e seus derivados; o leite e seus derivados; o ovo e seus derivados; o mel e seus derivados.

Segundo Adriana, o SIM foi criado para tornar obrigatória a prévia inspeção e fiscalização dos produtos de origem animal produzidos no município de Santa Inês e destinado ao consumo humano dentro dos limites de sua área geográfica.

A coordenadora do SIM explica que quando esses produtos são comercializados sem nenhum tipo de controle, coloca em risco a saúde dos seus consumidores, devido ao grande número de enfermidades que podem ser transmitidas por alimentos produzidos sem os devidos cuidados higiênico-sanitários.

Como funciona

Criada e sancionada pelo prefeito José de Ribamar Costa Alves em 2013, a Lei 004 cria o Serviço de inspeção Municipal (SIM) vinculado à Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Piscicultura e fixa normas de Inspeção e de Fiscalização Sanitária no âmbito do município de Santa Inês, para Industrialização, o beneficiamento e a comercialização de produtos de origem animal.

A criação do SIM veio da necessidade de assegurar ao consumidor de produtos de origem animal uma garantia de que aquele produto foi produzido dentro de normas higiênico-sanitárias satisfatórias.

Como registrar

Para o registro de um estabelecimento de produtos de origem animal basta procurar a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Piscicultura e em seguida a Coordenação do Serviço de Inspeção Municipal (anexo da Prefeitura – antigo Fórum).

Filha de Paulo Roberto Costa recebeu R$ 500 milhões por engano

Política
 

Um cheque de R$ 500 milhões virou motivo de discórdia entre o Bradesco e Arianna Costa Bachmann, filha do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Na segunda-feira, o banco recorreu à Justiça para obter um mandado de busca e apreensão contra Arianna e, assim, receber de volta o cheque errado que havia emitido em nome dela há mais de um mês. Costa foi preso na Operação Lava-Jato e deverá entregar todo seu patrimônio à Justiça.

Na versão do advogado dela, Raphael Montenegro, tudo começou no dia 30 de dezembro, quando Arianna foi ao Bradesco do Largo da Carioca para sacar uma aplicação de previdência privada no valor de R$ 650 mil. Segundo ele, tratava-se de recursos que não estão bloqueados pela Justiça, apesar de Arianna figurar como beneficiária do acordo de delação premiada que o pai firmou com o Ministério Público Federal.

Ainda de acordo com Montenegro, aquele era o último expediente bancário do ano, e Arianna solicitou dois cheques administrativos: um de R$ 150 mil e outro de R$ 500 mil. Guardou-os sem conferir. Só em 3 de janeiro, após as festas de fim de ano, ela percebeu que um deles tinha valor mil vezes maior que o original: R$ 500 milhões, em vez de R$ 500 mil.

O que poderia ser motivo de felicidade para muita gente, virou, segundo o advogado, uma dor de cabeça a mais para Arianna. O pai dela foi preso em março de 2014 depois que a Polícia Federal descobriu que ele estava destruindo provas com a ajuda de familiares. Arianna, uma irmã e seus maridos figuram como sócios de empresas usadas no esquema de corrupção operado por Costa. O ex-diretor obteve prisão domiciliar e livrou os parentes da cadeia ao se comprometer com a delação e a entrega do patrimônio fruto de sua ação criminosa. Todos os bens do ex-diretor estão bloqueados. Se a família for flagrada movimentando recursos ocultados da Justiça, os benefícios perderão efeito.

— A família já está muito fragilizada, com a intimidade devassada. Arianna ficou com medo de que esse cheque circulasse como indício de movimentação de dinheiro não declarado. Por isso, pedi uma reunião no Bradesco para garantir a solução do mal-entendido em vez de entregar o cheque na agência — contou Montenegro. — Dei uma cópia do cheque. O banco pediu tempo para fazer uma auditoria interna, alegando que não tinha como saber se ele havia sido adulterado. A troca ficou acertada para após a apuração.

A reunião foi realizada na segunda-feira, num escritório do Bradesco na Rua Senador Dantas. No mesmo dia, o banco pediu à Justiça a apreensão do cheque na casa de Arianna. O mandado foi autorizado na terça-feira, em regime de urgência, pelo juiz Luiz Felipe Negrão, da 3ª Vara Cível da Barra da Tijuca, onde ela mora. O magistrado registrou que “há prova inequívoca” de que Ariana solicitou o cheque no valor de R$ 500 mil e que tudo indica que houve erro de funcionários do banco. Ele suspendeu imediatamente os efeitos do cheque, mas negou o sigilo judicial solicitado pelo Bradesco. Ontem, antecipando-se a uma possível busca, o advogado entregou o cheque ao juiz.

Procurado pelo GLOBO, o Bradesco não quis comentar o caso. É o segundo erro cometido pelo banco envolvendo um personagem da Lava-Jato. No dia 23, o Bradesco atribuiu a um “erro humano” a informação equivocada enviada ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), em 2011, de um saque de R$ 200 mil do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Fonte: O Globo

Fotos mostram como vivem detentos e detentas no presídio de Pedrinhas

Polícia
 

Detentos dividem cela lotada no presídio de Pedrinhas, em São Luís (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Detentos dividem cela lotada no presídio de Pedrinhas, em São Luís (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Um fotógrafo teve acesso ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, o maior presídio do estado do Maranhão e um dos mais violentos do país, e mostrou um pouco do cotidiano dos homens e mulheres encarcerados no local. As imagens foram feitas e divulgadas em primeira mão esta semana pela agência Getty Images.

Em 2013, Pedrinhas foi palco de uma rebelião de detentos que resultou em 60 mortes, dentre as quais houve três decapitações. No ano passado, o local passou por mudanças na administração para tentar controlar o que provocava as tensões.

Segundo a administração, as celas e pátios foram readequados para evitar o convívio entre membros de gangues rivais e permitir que seja mais efetivo o controle feito por agentes penitenciários e policiais militares.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Sejap) também divulgou esta semana que um sistema de videomonitoramento foi instalado no Complexo de Pedrinhas. Com os equipamentos, os presos passaram a ser monitorados em tempo integral nos pavilhões, pátio para visitas, banhos de sol e nos terrenos de capina e de coleta de lixo.

Nos últimos 4 meses, segundo a diretoria, não houve nenhum caso de homicídio no presídio.

Com cerca de 550 mil presos, o Brasil tem a quarta maior população carcerária do mundo, atrás de EUA, Rússia e China. Estima-se que o país precise de cerca de 200 mil novas celas para acabar com a superlotação que ocorre em várias prisões.

Nesta quinta-feira (29), a ONG Human Right’s Watch divulgou relatório em que afirma que o Brasil precisa ainda superar problemas envolvendo tortura por agentes policiais, execuções e as condições desumanas das prisões. A organização classificou a tortura como um “problema crônico” nas forças de segurança e centros de detenção do país e também critica o excesso de uso da força letal por agentes.

Presidiário usa um espelho para observar visitantes que adentram o presídio de Pedrinhas (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Presidiário usa um espelho para observar visitantes que adentram o presídio de Pedrinhas (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Presidiárias, algumas delas grávidas e outras com filhos recém-nascidos, recebem visitas no presídio de Pedrinhas, em São Luís. Elas são mantidas separadas dos detentos (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Presidiárias, algumas delas grávidas e outras com filhos recém-nascidos, recebem visitas no presídio de Pedrinhas, em São Luís. Elas são mantidas separadas dos detentos (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Policiais militares acompanham de cima a movimentação de detentos no presídio de Pedrinhas (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Policiais militares acompanham de cima a movimentação de detentos no presídio de Pedrinhas (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Do G1, SP

Prefeitura de São Luís e Governo do Maranhão firmam parceria e divulgam programação do Carnaval 2015

Cidade
 

p

Uma parceria firmada entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís permitirá que o carnaval 2015 aconteça em ritmo de união. Com o tema “Juntos Fazemos a Festa”, pela primeira vez nos últimos anos, o Governo do Estado e a prefeitura da capital maranhense estarão juntos na promoção do evento que foi lançado nesta sexta-feira (30), na Biblioteca Benedito Leite, Centro.

A secretária estadual da Cultura, Ester Marques, lembrou que a orientação do governador Flávio Dino é para que o carnaval seja de todos os maranhenses. Ela explicou que a campanha carnavalesca deste ano, ao ser integrada com a prefeitura, levará brincadeiras a um número maior de foliões.

“Essa parceria é importante não só porque permite a união entre Estado e Prefeitura, mas também porque garante a redução de custos e a ampliação das atividades. Então, ganham todos, ganha o Estado, a sociedade civil, e, sobretudo o cidadão”, atestou a secretária.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marlon Botão, ressaltou o planejamento deste ano. “O diferencial deste ano inova ainda com a parceria que firmamos com a iniciativa privada e a sociedade civil, reforçando essa grande festa planejada por nós em sintonia com o Governo do Estado. Para tanto, teremos os bailes já tradicionais, eventos nos bairros e um grande carnaval de passarela, com foco nas nossas tradições culturais, conforme orienta o prefeito Edivaldo”, destacou.

De acordo com o superintendente de Ação e Difusão Cultural da Secretaria da Cultura, Paulo de Aruanda, a remodelação do carnaval permitiu, também, um diálogo profundo com as entidades carnavalescas. “Esta é uma grande mudança, chamamos as agremiações para conversar. Esta postura é uma diretriz do governo Flávio Dino, que nós cumprimos com muita tranquilidade”, disse.

Confira a programação completa aqui.

Governo do Estado e Prefeitura de Bacabeira lamentam perda da Refinaria Premium

Maranhão
 

O Governo do Estado e a Prefeitura Municipal de Bacabeira emitiram nota oficial lamentando a descontinuidade do projeto da Refinaria Premium I, anunciada no último dia 28 pela Petrobras.

Veja as duas notas abaixo:

I. O Governo do Estado lamenta profundamente que os esforços feitos pela iniciativa privada e pelo povo maranhense para garantir a instalação da Refinaria Premium I, como fator de desenvolvimento e geração de oportunidades para nossa gente, tenha apenas se transformado em um rol de notícias negativas, que envolvem antigos gestores do Governo do Estado.

II. Estamos prontos a dialogar com a Petrobras para a retomada de investimentos no Maranhão, sendo sanados os erros técnicos do projeto original, que não são de responsabilidade do povo maranhense;

III. Seguiremos trabalhando em sintonia com o Governo Federal para que nosso Estado receba projetos que efetivamente tragam desenvolvimento para todos.

Flávio Dino – Governo do Estado do Maranhão

Plantonistas do Hospital do Câncer vão paralisar

Política
 

Os relatos do que vem acontecendo nos últimos dias no Hospital do Câncer, (Tarquínio Lopes), ou Hospital Geral, em São Luís, são lamentáveis. Tanto que nas próximas 48 horas, os médicos plantonistas devem paralisar suas atividades em forma de protesto.

É normal que uma nova administração queira mostrar serviço e que procure rever atos da gestão anterior.

O fato é que a atual diretoria do hospital, optou por realizar uma devassa nos registros médicos. Com tantos dados financeiros mal explicados e indícios de contabilidade “criativa”, Maria Ilvanicia Braga Bordalo de Figueiredo resolveu exigir pormenores dos procedimentos médicos. Portanto seria um duplo registro, visto que já constam no prontuário individual dos pacientes. Fosse com o intuito de otimizar a cobrança de procedimentos junto ao SUS e melhorar o faturamento do hospital, ou ainda mensurar a produtividade médica, a ação até se justificaria.

Mas, está claro que o objetivo é pura e simplesmente a demonstração gratuita de poder. Uma maneira mesquinha e retrógrada de tolher a autonomia médica.

Por fim, a direção vinculou a liberação da folha de pagamento de janeiro à apresentação de relatório pormenorizado das atividades dos médicos. Um verdadeiro absurdo! Insatisfeitos, cerca de 20 médicos plantonistas estão dispostos a cruzar os braços. Alguns até preferem se desligar de vez de suas atividades.

A diretora Maria Ilvanicia parece desconhecer os procedimentos de um plantonista em um hospital especializado em pacientes oncológicos, que trata de moléstias graves. Aliás, ela deve entender mesmo é de processos já que responde em vários nas mais diversas instâncias da Justiça Estadual.

Gastão e Trinchão não conseguiram o que queriam no governo de Dilma

Política
 

Primeiro foi Gastão Vieira que após perder a disputa para o Senado Federal espalhou nos quatro cantos do Estado que a presidente reeleita, Dilma Rousseff, iria reconduzi-lo para o Ministério do Turismo.

Depois que sentiu o chão faltando aos pés, tratou de criar boatos de que iria presidir o FNDE, mas faltou combinar com o ministro da Educação, Cid Gomes, que levou para o cargo um ex-secretário do seu governo, lá do Ceará para o posto.

Ai veio o ex-secretário de Fazenda, Cláudio Trinchão espalhar que iria ser nomeado secretário executivo do Ministério das Cidades, por indicação do seu colega Gilberto Kassab, que é o ministro. Colega de partido. A dupla fez crescer o mesmo rachado, o PSD que agora anda dividido.

Como não logrou êxito por imposição da bancada paulista do partido que não aceitou o nome de Trinchão o candidato a deputado federal derrotado quase ia sendo emplacado secretário de Mobilidade Urbana do ministério. O homem que iria movimentar os bilhões do PAC. Não deu certo.

Então, o ministro Kassab tentou entrincheirar o ex-fazendário como diretor da área de habitação urbana das Cidades. E não é que deram uma rasteira novamente nele.

Aí foi o jeito encaixar Trinchão numa assessoria qualquer. Ao menos desempregado ele não ficou.





  • Polls
    Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

  • Contatos

    E-mail: [email protected]
    Telefone: 98 3236-1351
    Celular: 98 8722-6094

    Arquivos

    Posts ordenados por data de publicação.