Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

Secretaria de saúde de Imperatriz vai gastar mais de cinco milhões só com administradora de cartões

Política
 

A prefeitura municipal de Imperatriz através da secretaria de saúde contratou a empresa Mixcred Administradora pelo valor de R$ 5. 179.200,oo somente para prestação de serviços de emissão de cartões eletrônicos. O cartão será de uso dos funcionários da secretaria de saúde por meio do programa de alimentação do trabalhador -PAT.

O contrato foi acertado no dia 01 de julho pela então secretária e esposa do prefeito de Imperatriz, Conceição de Maria Madeira.

O contrato terá vigência de um ano podendo ainda ser prorrogado.sss

Qualquer um não serve

Política
 

Abdon Marinho é advogado.

Logo mais, no começo de outubro, começará a ser definido o quadro eleitoral para 2016. Como os pretensos candidatos devem comprovar filiação aos partidos políticos e o  domicilio eleitoral um ano antes da eleição, saberemos, ao menos em tese, os que poderão disputar  – e por qual partido –, os pleitos.

Digo em tese porque, se no Brasil até o passado pode ser mudado, o presente e o futuro, sequer devemos discutir. Estes mesmos é podem sofrer alterações.

No maluco quadro eleitoral maranhense muitas ainda serão as rasteiras e golpes a serem engendrados, inclusive com o apoio de instituições como a justiça – que terá um papel de destaque (para o bem e para mal) –, nas próximas eleições.

Neste momento de definições me assalta uma indagação: será que o episódio de Bom Jardim, tão amplamente divulgado, servirá de lição para os eleitores? Será que motivará os eleitores a escolher melhor? Será que convencerá da certeza cristalina de que qualquer um não serve? Que o voto inconsciente ou em troca de um favorecimento pessoal, tem consequências desastrosas por quatro ou oito anos?

Alguns amigos, com quem fiz essas reflexões, foram pessimistas.

A larga maioria trilhou no caminho de que nada mudará e que os eleitores continuarão votando sem pensar nas consequências do voto e que, imagina-se,  a grande parte deles, irá as urnas no ano que vem pensando mais em si, no que poderá “lucrar” individualmente, em detrimento dos interesses coletivos. Um ainda disse que se a gestora de Bom Jardim possuir condições de disputar é capaz de ganhar.

Estarão certos o que assim pensam? Será que, apesar do escárnio, do deboche, da ostentação de certos gestores (não apenas esta que ocupa a mídia no momento), os eleitores não se convenceram de que qualquer um não serve?

Embora seja um otimista por natureza, o que vejo, também, caminha no rumo do pessimismo.

Falei outro dia do balcão de negócios que se tornou os partidos políticos – com dirigentes decidindo que este ou aquele poderá ou não ser candidato, desde que compre a vaga. Muitas são as denúncias neste sentido.

Noutra quadra – também já falei disso inúmeras vezes –, se ouve dizer que a política no Maranhão está completa e irremediavelmente ligada aos agiotas. Já neste momento, são estes cidadãos, que crescem e sobrevivem desde oficio e que as autoridades policiais e judiciarias fingem não existir, que estão bancando as compras de legendas, não apenas para garantir as candidaturas dos seus, mas, sobretudo, para impedir que os adversários dos seus protegidos disputem.

Repito: Dizem que o grande lance do momento na política do Maranhão não é a velha disputa com abuso do poder econômico ou politico, compra de voto e outras mazelas. Viram que sai mais barato impedir que os adversários disputem.

A dura realidade – assim nos chegam diversas informações –, é que está em curso o “sequestro” do estado, através do poder politico local, por estes agentes do crime. Estes que desde já, passam a custear as despesas e a investir em pretensos candidatos, para, a partir de 2017, passarem a dominar os recurso públicos nos municípios.

O modus operandi é este que os veículos de comunicação estão exaustos de mostrar: licitações absurdas, obras não realizadas, simulação de entrega de mercadorias e serviços.

Os gestores, embora participes, arrisco dizer, são apenas um elo na corrente criminosa. Muitos, por ingenuidade ou tolice, entram neste tipo de aventura e quando se dão conta, não conseguem mais se afastar, não possuem condições financeiras ou físicas de romper, pois coloca em risco a própria vida ou a de seus familiares. Costumo dize que estes desonestos são os piores tipos de ladrões – roubam, ganham fama de ladrões, muitos respondem a processos, são condenados, ficam com nome sujo e devendo o que não possuem – em favor dos outros, dos agitas, dos picaretas que bancaram suas eleições.

Se analisarmos o quadro politico no nosso estado iremos constatar que a cada pleito o quadro de representantes vai ficando pior. Se estamos com uma péssima safra de políticos ruins, deputados, prefeitos, etc., podem apostar sem medo de perder que os sucessores serão piores. Com as ressalvas e exceções de sempre, claro. Faço esta análise há mais de trinta anos, é o que vejo.

Tal situação, aliada ao medo de serem confundidos, faz com que as pessoas de bem se afastem da política, fujam do exercício de qualquer mandato.

Com isso, a cada dia se cristaliza o sentimento de que a política é uma atividade de bandidos. Não recrimino os que pensam assim.

A corrupção parece está enfronhada em toda malha social. Há denúncias sérias e consistentes, inclusive divulgadas na mídia, da existência de uma “máfia” trabalhando  pela cassação de prefeitos, onde o “tira-e-bota” torna-se um negócio rentável, pois os operadores ganham para tirar, ganhar botar e tudo gerando custos financeiros que no fim das contas será suportado pelo conjunto  da sociedade.

O papel depurador das instituições (quase todas corrompidas) deve ser exercido pela sociedade e não o contrário.

Não adianta o cidadão ficar esperando que instituições, permeáveis à corrupção, resolvam seus problemas.

A sociedade, sim, precisa ficar atenta na escolha dos seus representes, separar os que servem daqueles que não servem, verificar que forças se encontram por trás das candidaturas, pois, certamente, os eleitos serão mais fieis a eles que aos eleitores, a sociedade.

Em maior ou menor grau, o Maranhão está repleto de prepostos de interesses escusos. São muitas as “Lidianes” deste Brasil. A original, talvez, não seja mais que uma sombra dos muitos descalabros existentes e dos que estão sendo gestados neste momento, uma tola, uma deslumbrada, uma despreparada contaminada pelos encantos do poder e do enriquecimento sem causa.

O povo, somente ele, será capaz de colocar um basta na sangria sem freio dos cofres públicos. Para isso é necessário compreender a importância de suas escolhas e consequências. Para isso precisa chamar para si a responsabilidade de ser o senhor do seu destino.

Abdon Marinho é advogado.

 

Prefeita entrega ambulância adquirida com recursos próprios à população de Rosário.

Política
 

A cidade de Rosário, agora conta com mais uma ambulância para servi a população que precisa ser transportada para receber atendimento medico. A prefeita Irlahi Moraes (PMDB), junto com a Secretária Mauricea Lopes tem buscado resolver as dificuldades enfrentadas pelo município, criando mecanismo que beneficie a população rosariense.

Com uma gestão voltada para o bem estar da população, a Prefeitura de Rosário entregou nesta sexta feira, 28, uma ambulância a comunidade rosariense, em atendimento as solicitações dos moradores. O veiculo modelo doblô, foi adquirido com recursos próprios e ajudará no atendimento aos casos de urgência.

Durante o evento, a Prefeita Irlahi Moraes falou que o momento não está fácil, mas fará o impossível para solucionar os problemas do município e proporcionar a população uma vida digna. “Em meio à crise que vive os municípios, nossa gestão tem sido de desafios, mas sempre lutando temos buscado oferecer o melhor para o povo rosariense que é merecedor”, relatou a gestora.

O evento para entrega do veiculo aconteceu na Unidade Mista de Rosário, com a presença da prefeita Irlahi Moraes, vereadores, secretários municipais e toda equipe de saúde do município.

As ambulâncias são apenas uma das ações feita pela gestão para melhorar a saúde de Rosário. Existem obras por todos os lados como; construção de Unidades Básicas e academia de saúde, reformas e ampliação dos postos de saúde, equipamentos para os agentes entre outros benefícios. Além disso, vão chegar mais ambulâncias no município. Esses veículos irão proporcionar uma maior qualidade na rede de saúde do município e vão beneficiar diretamente os rosarienses.

Empresa que doou para a campanha da prefeita fatura milhões em Santa Luzia do Paruá

Política
 

Doação-de-Campanha.jpgA empresa Distribuidora de Medicamentos Maximus LTDA fez uma doação de 10 mil reais para a campanha eleitoral de Eunice Boueres Damasceno, prefeita eleita de Santa Luzia do Paruá.

Em contrapartida, vem faturando mais de 4 milhões em contratos com a prefeitura. Não há dúvidas que foi um bom negócio para a Maximus.

Os valores soltam os olhos e arregalam os bolsos: são quase R$ 2 milhões de um só contrato, outros de R$ 483, R$ 892 e R$ 731 mil.

O Ministério Público precisa se atentar para esses valores, os objetos dos contratos e, sobretudo,  a troca descarada de favores entre a empresa doadora de campanha e a prefeita.

Abaixo a resenha dos contratos publicados no Diário Oficial do Estado do Maranhão:

1

2014

2014,1 2014,2

 

 

 

 

Depois da incerteza, Anajatuba volta à normalidade

Política
 
Prefeito Helder Aragão é recebido com festa

Prefeito Helder Aragão é recebido com festa

A decisão em liminar da juíza Mirella César Freitas que afastou o prefeito Helder Aragão (PMDB) do comando da prefeitura de Anajatuba, fez com que a população sofresse as consequências.

O prefeito interino, Sydnei da Anavel que não entende de gestão pública perdeu total controle do município. A falta de médicos e enfermeiros nos hospitais da cidade fez com que a população ficasse prejudicada, além do transporte escolar que antes era fornecido acabou também tendo o serviço paralisado.

Algumas pessoas aliadas ao prefeito interino, como por exemplo, Dr. Nilton Lima ou Eduardo Castelo Branco, ambos não se prontificaram para assumir cargos na gestão.

Na gestão de Hélder Aragão o sistema de educação contém escolas reformadas e de qualidade. Na saúde, as unidades básicas foram reformadas, ampliadas e entregue à população. O reconhecimento é por parte da povo que também encontra em toda a cidade área de esporte e lazer.

Os dias em que esteve no comando da prefeitura foi o tempo suficiente para que o vice-prefeito Sidney usasse de má fé e sabotasse os computadores e documentos da prefeitura, numa tentativa clara de incriminar Hélder Aragão.

Mas não durou muito tempo para que de forma justa e correta o desembargador Luiz Gonzaga Almeida Filho reconduzisse Hélder ao comando municipal para a alegria do povo.

Os trabalhos da administração recomeçam com toda força. A cidade está sendo organizada e limpa e todos voltaram a viver na mais absoluta tranquilidade.

Povo vai às ruas comemorar a volta do prefeito

Povo vai às ruas comemorar a volta do prefeito

Esposa de sargento se suicida com a arma do próprio PM

Política
 

A cidade de Caxias recebeu uma triste notícia: a esposa do 2° sargento Barros recorreu ao suicídio no início da tarde deste sábado usando a própria arma do marido militar.

A notícia chocou os familiares e amigos do sargento Barros.

A esposa do militar vinha enfrentando problemas depressivos. A tragédia ocorreu na residência do casal.

Para prefeitura de São Luís, a Vila Passos não existe

Política
 
Local onde o poço funcionava

Local onde o poço funcionava

A Vila Passos, localizada no Centro da Cidade, é um espaço de berço cultural, abriga o segundo maior estádio de futebol do Maranhão, o histórico Nhozinho Santos, tem uma população alegre, acolhedora, porém sofrida.

O local sempre foi desassistido das ações dos poderes públicos, embora seu moradores paguem seus impostos, e a vila ter lideranças políticas fortes como o deputado Roberto Costa, Edivaldo Holanda (pai) e os vereadores Fábio Câmara e Manoel Rego.

Sofrida pelo desemprego, pelo avanço do tráfico de drogas que circula livremente pelas da vila e, principalmente, pelo estado de abandono a que vem sendo relegado o bairro.

Até mesmo quando recebe um benefício é como alegria de pobre: dura pouco. O prefeito Edivaldo Holadinha, mais conhecido na vila como Ed Mala, esteve um 12 de julho na Vila Passos, acompanhado de dirigentes da Caema, para inaugurar um poco artesiano, bem em frente a secular Praça foto 2 (2)Catulo da Paixão Cearense.

Não demorou muito o poço foi lacrado por causa de defeitos que apresentava. Novamente os moradores voltaram para a velha sina da lata d`água na cabeça. Um sofrimento que parece eterno.

Além da falta de água, os buracos, várias ruas quase intransitáveis, lugares onde só passa bicicletas, sem falar da ausência de segurança pública.

Até mesmo quando a prefeitura da capital se juntou com a Caema para recuperar um esgoto a céu aberto na avenida Vitorino Freire, que passa ao lado da Vila Passos, a lambança. O fruto da parceria, que se revela uma porcaria, é esse resultado aqui na imagem abaixo.

foto-37-480x640

O meu indiciamento é um ato político, diz João Abreu

Política
 

João Guilherme de Abreu

João Abreu

João Abreu

O jornal O Estado de São Paulo publicou na edição do dia 27.08.2015, notícia dando conta de meu indiciamento pela Policia Civil do Maranhão, no inquérito que apura a suspeita de pagamento de propina para possibilitar a celebração de acordo entre o governo do Estado e a empresa Constran, no ano de 2013, com vista à liquidação de um precatório.

E como era de se esperar, essa notícia reverberou na imprensa e blogs da Capital, principalmente naqueles alinhados com o governo do Estado.

oEmbora sem fundamento sólido, o meu indiciamento já era por mim esperado, e por todos os que me acompanham neste momento tormentoso, porque somos conscientes de que os ilustres delegados encarregados do inquérito não conseguiriam resistir às pressões disparadas do Palácio dos Leões.

 

Todavia, o alarde que se faz sobre o meu indiciamento não possui fundamento. O indiciamento não é acusação, mas mera colheita dos dados de identificação de alguém que, na opinião da polícia, reúne indícios de ter sido o autor do ato sob investigação. Ele não gera processo, que só é instaurado com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, se recebida pelo Judiciário.

 

Na prática, o indiciamento policial tem servido apenas como estigma social e isto explica, no meu caso, o interesse de darem ampla divulgação desse ato, em suas minucias, embora o inquérito corra sob “segredo de justiça” e a lei diga que é crime quebrar o segredo de Justiça.

 

Mas estou absolutamente tranquilo e aguardo, com serenidade, o desdobramento do caso, consciente de que o indiciamento é injusto e motivado por decisão política. Não há nos autos do inquérito elementos mínimos indicadores da existência do alegado crime. Tudo se resume na afirmação feita pelo doleiro Alberto Yusself, um dos principais envolvidos na famosa Operação Lava Jato, que alega ter me mandado entregar vultosa quantia para “distribuir a integrantes do governo do Maranhão em troca do pagamento do precatório”.

 

Mas não há comprovação alguma da materialidade desse delito, e sua declaração é, inclusive, desmentida por pessoas de quem se teria servido como portador da entrega do numerário.

 

Mas foi com base, exclusivamente, na afirmação desse renomado delinquente, que se apoia o indiciamento, sem fundamentos ou prova que o justifiquem. E mais ainda, sem levar em consideração que o acordo celebrado entre o Governo do Estado e a Constran se sustentou em judiciosos pareceres emitidos pela Secretaria de Planejamento do Estado e pela Procuradoria Geral do Estado e envolvia uma dívida que o Estado tinha para com a referida empresa, apurada através de um longo processo judicial, que tramitou por todas as esferas do Judiciário e contra o qual já não era mais possível opor resistência alguma.

 

Caberá agora ao Ministério Público Estadual analisar se me acusa ou não, com os parcos elementos contidos no inquérito.

 

De minha parte, cabe aguardar o desdobramento desse funesto episódio, para o qual conto com o apoio de minha família e de amigos leais que nunca me faltaram nos momentos difíceis da minha vida.

À sociedade maranhense resta pedir que evite antecipação de julgamento, seja em homenagem ao princípio constitucional da presunção de inocência, seja em respeito aos longos anos que tenho como empresário e homem público, que já exerceu o cargo de Secretário de Saúde do Estado, por duas vez o de Secretário Chefe da Casa Civil e a Presidência do Sebrae, sem jamais ter sido acusado de um ato de desonestidade e que hoje convive com o drama de se vê escarnecido por um reles doleiro e pelo tratamento escandaloso e sensacionalista dado por uma parte da imprensa.

 

 

Prefeita comenta decisão do juiz que cassou seu mandato

Política
 
Cristiane Damião

Cristiane Damião

NOTA PÚBLICA

A respeito da decisão judicial proferida na Ação Impugnação de Mandato Eletivo nº 407.2013.610.0095, na qual figuro como requerida, tenho a esclarecer o que segue:

1 – Em que pese o meu profundo respeito ao juiz prolator e às suas decisões, lamento tenha ele concluído pela ilegitimidade de minha eleição, posto que tenho absoluta consciência e convicção que nada foi feito que justificasse a decisão tomada;

2- Caberá a mim, no entanto, em respeito à minha consciência e, sobretudo, para proteger os milhares de votos que recebi, lutar em todas as instâncias do Poder Judiciário pela defesa do mandato que o povo de minha cidade, legitimamente me conferiu;

3 – Cabe, igualmente a mim, enquanto prefeita municipal, tranquilizar meus queridos concidadãos de Bom Jesus das Selvas, afirmando que permaneço à frente do mandato que o povo me outorgou, e que as políticas públicas e numerosas obras e serviços em curso continuarão com normalidade e segurança, assim como tranquilizo os valorosos servidores municipais que alteração alguma haverá no seu regime de trabalho;

4 – Cabe-me reafirmar, por fim, meu compromisso com a população da nossa querida Bom Jesus das Selvas de permanecer realizando uma administração pública séria, empreendedora e honesta, que se preocupa, diuturnamente, com o bem estar da sua gente e com a correta aplicação dos recursos municipais.

Cristiane Campos Damião Daher – Prefeita Municipal de Bom Jesus das Selvas – MA

Posto de saúde em Santa Quitéria foi entregue há seis meses e nunca funcionou

Política
 
DSC_0049

UBSF Barra da Onça, em Santa Quitéria

Mesmo pronto para ser usado há cerca de seis meses, um posto de saúde nunca fez nenhum atendimento à população, no povoado Barra da Onça, em Santa Quitéria do Maranhão.

Os moradores das proximidades estão sem alternativas quando se trata de receber atendimento médico e precisam se deslocar para outra comunidade quando há alguma urgência

O local está totalmente fechado e de acordo com a denúncia enviada ao blog, no município não há profissionais qualificados que possam trabalhar no local.

Irmão do prefeito de Santa Quitéria recebe R$ 6 mil pela prefeitura

Irmão do prefeito de Santa Quitéria recebe R$ 6 mil pela prefeitura

A Unidade Básica de Saúde da Família do povoado de Barra da Onça está toda equipada com armários, macas, equipamentos em geral.

Mas a situação é outra: a falta de médicos. O que chama à atenção é que a folha de pagamento da prefeitura de Santa Quitéria está abarrotada de pessoas recebendo como se fossem médicos, mas na cidade não há profissionais suficientes na área.

A carência vai desde a falta de médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, dentistas, bioquímicos etc..

José de Ribamar Araújo Moreira, conhecido como Dr Mazinho irmão do prefeito Moreirão é cirurgião dentista, nomeado na folha de pagamento recebendo R$ 6.000,000 líquido para não fazer absolutamente nada em prol da população. Enquanto isso, os demais dentistas nomeados recebem a quantia de R$ 2.000,000.

Aí se percebe mais uma vez total favorecimento aos parentes do prefeito e o descaso com a saúde pública.

DSC_0050

DSC_0051

DSC_0052

 

Médicos de Santa Quitéria

Médicos de Santa Quitéria

 

Em Lago da Pedra Escolas da Rede Municipal de Ensino recebem benefícios da Gestão Municipal

Política
 

escola1

Tratar a educação como uma de suas principais prioridades, esta  tem sido a postura adotada pela gestão da prefeita Maura Jorge desde que assumiu o comando do município. Em se tratando das escolas que integram a rede municipal de ensino,  os avanços foram muitos,  e vão desde a construção de novas unidades à reestruturação.

Na sede do município foram construídas as escolas: Unidade Integrada José Ribamar de Sá, na Vila Mangueira, CMEI Marcos da Silva Ramos, na avenida Maura Jorge e a Unidade Integrada Maria de Lourdes Silva Dias, no campo de aviação. Também na sede foram construídas as quadras poliesportivas, em anexo as escolas Laudicélia Arruda, Professora Josefa Agostinho e José Ribamar de Sá.

Muitas escolas também tiveram suas estruturas ampliadas, como por exemplo, as unidades de ensino Profª Maria de Nazareth Pereira Barbosa, U.E. Deputado Waldir Filho, Edmilson Ferreira Santos, Raimundo Neres Bandeira, Presidente Arthur  Costa e Silva e Profª Ilzé Vieira de Melo. Além disso mais duas creches estão em construção em parceria com o governo federal, uma na Vila Mangueira e a outra unidade no Campo de Aviação.

escola3O governo municipal também tem investido na melhoria das escolas não apenas da sede mas também da zona rural. Várias comunidades  foram beneficiadas com construção, ampliação e reforma de escolas, são os povoados: Poço Dantas, Centro dos Pedrosas, Maria Preta, Chapada dos Piaus, Unha de Gato, Centro dos Pereiras, Centro dos Baixinhos, Centro Novo, Lago da Cutia, Centro do Agostinho, Encruzilhada da Luzinete, Angico, Cajazeiras, Santa Tereza, Centro do Meio, Bela Vista, Alto Alegre, Centro do João Grosso, Três Lagos, Piaus, Cocalinho do Sindô, Grambetanha, Arroz, Santo Antônio dos Ferreiras, Chapada dos Felícios, Barro Branco, Centro Novo II, Centro dos Arinéias,Umbaca, Centro dos Leoncios, Encruzilhada do Zemar, Lagoa Seca, Floresta,Santa Catarina, Sindô I, Centro da Pedreira e Três Lagos.

Todo esse trabalho  focado na melhoria estrutural das unidades de ensino, representa mais qualidade na educação. São escolas assistidas com ações concretas da administração, o que  demonstra de forma clara e transparente, que o governo municipal não tem medidos esforços para que a educação no município avance cada vez mais.

 A Secretária Municipal de Educação, Laudicélia Arruda, ressaltou que os avanços são visíveis e que há um grande esforço da prefeita Maura Jorge, para fazer com que os benefícios cheguem a todas as escolas da rede municipal de ensino e para isso o trabalho tem sido permanente.

Ministro da Pesca anuncia cultivo de ostras no Maranhão

Política
 

Visita ministro Elder BarbalhoO deputado Júnior Verde (PRB) reuniu-se na última sexta com ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, com quem discutiu projetos para o Maranhão. Na ocasião, ouviu do ministro que no próximo mês serao licitadas as áreas para o cultivo de ostras nos municípios de Primeira Cruz, Humberto de Campos e Icatu.

“Uma ótima notícia para o setor produtivo do nosso Estado, que farei questão de continuar acompanhando de perto para que os resultados sejam alcançados o quanto antes”, comemorou Júnior Verde.

Durante a reunião, o parlamentar solicitou ao ministro a continuidade de projetos iniciados no Estado, e que encontram-se parados, como a regularização dos parques aquícolas continentais e marinhos e o Plano de Carcinicultura, “que pode tornar o Maranhão um dos maiores produtores de camarão do mundo”.

 Júnior Verde esteve esta semana cumprindo agenda em Brasília, periodo em que participou de reuniões com técnicos do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) buscando novos projetos para o Estado, como a subvenção do óleo diesel para embarcações artesanais e os parques aquícolas nas barragens de Boa Esperança, Estreito e Rio Flores. 





  • Enquetes
    Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

  • Contatos

    E-mail: [email protected]
    Telefone: 98 3236-1351
    Celular: 98 8722-6094

    Arquivos

    Posts ordenados por data de publicação.