Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

Vice-governador do Maranhão pode ter o mandato cassado

Política
 

Carlos Brandão, vice-governador do Estad

Carlos Brandão, vice-governador do Estado

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, encontra-se nos Estados Unidos há quase uma semana. Ele foi passear e aproveitar para fazer compras, renovar o estoque de paletós e trazer outras peças para a família. Até aqui tudo bem, tudo bacana.

Ocorre que, para viajar ao exterior por um período superior a quinze dias, o vice-governador teria que pedir licença para a Assembleia Legislativa. E foi exatamente o que ele não fez.

Ao saber do erro cometido, o Palácio dos Leões providenciou ontem um pedido de licença do vice-governador feito em nome do atual governador. Até o jurista Flávio Dino, escorregou feio na bola.

Reza o artigo 62, parágrafo único, da Constituição que: “O governador e o vice-governador não poderão, sem licença da Assembleia Legislativa, ausentar-se do país ou do Estado por período superior a 15 dias.”

Agora a pouco o Blog foi informado que Brandão teria viajado para tratar de assuntos relacionados ao setor de Educação do Maranhão.

Ora, então, para que serve a secretária da pasta? Desse jeito a dona Áurea Prazeres nunca passará do Estreito dos Mosquitos.

Eliziane agarra Pinto para sair candidata em 2016

Política
 

pintoelizianeA deputada federal Eliziane Gama (PPS) busca apoio de fortes legendas, principalmente as que têm tempo de televisão, para garantir sua candidatura à sucessão municipal de São Luís em 2016.

E já costurou o primeio apoio: se agarrou ao Pinto, ou melhor, ao ex-deputado federal tucano, Pinto da Itamaraty. Ela convidou o regueiro para ser o vice da chapa.

Pinto, que não disputou a reeleição e é apenas o suplente do senador Roberto Rocha (PSB), não foi convidado para ocupar nenhum cargo de primeiro ou segundo escalão do governo Flávio Dino, a quem apoiou na eleição de 2014.

Assim que meio pra baixo e enfraquecido, o convite foi como um injeção de ânimo ou um remédio revitalizante para entrar duro e com forças na campanha do ano que vem.

Prefeita Irlahi Linhares participa de solenidade com o ministro da Saúde

Política
 

A prefeita de Rosário, Irlahi Linhares, participou nessa terça feira (3) de solenidade que o Ministro da Saúde Arthur Chioro recepcionou os 124 novos profissionais médicos que serão distribuídos de forma imediata, em 41 municípios maranhenses, inclusive Rosário.

A solenidade foi realizada no campus do Bacanga da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís. Em discurso, o ministro fez um balanço sobre o Programa Mais Medico e anunciou a expansão em 20% da rede de atendimento em todo território maranhense.

Entre as autoridades que participaram do evento, estão o governador do Maranhão Flavio Dino, o reitor da UFMA Natalino Salgado e o Prefeito de São Luís Edvaldo Holanda Junior.

Em todo o país, são mais 4.146 vagas para atender 1.294 municípios e 12 distritos indígenas inscritos nesta nova fase do programa. Com isso, o governo federal vai garantir em 2015 a permanência de 18.247 médicos nas unidades básicas de saúde do país, levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas.

Câmara aprova PEC da Bengala e Dilma sofre mais uma derrota

Política
 

A Câmara Federal aprovou ontem em primeiro turno Projeto de Emenda à Constituição que eleva de 70 para 75 anos a aposentadoria compulsória para ministros do Supremo Tribunal Federal, de tribunais superiores e do Tribunal de Contas da União.

A votação, que se estendeu por mais de 3 horas, resultou am 318 votos favoráveis contra 131. O texto ja veio aprovado do Senado Federal e agora precisa da votação em segundo turno para ser encaminhado à promulgação ou não da Presidência da República.

Para a ampla maioria dos parlamentares que votaram a PEC, há a necessidade de se manter pessoas com capacidade intelectual para continuarem contribuindo com a Nação. Além disso, o que eles consideram aposentadoria precoce encarece os custos com a entrada antecipada de novos ministros para os cargos.

Por outro lado, a aprovação da PEC foi mais uma derrota sofrida pela presidente Dilma Rousseff, que assim perde o direito de indicar cinco novos ministros do Supremo com a aposentadoria de cinco atuais membros daquela Corte de Justiça.

Idosos de São Raimundo das Mangabeiras participam de evento em comemoração ao Dia da Mulher‏

Política
 

Membros do “Grupo de Idosos Viver a Vida”, articulado pela Secretaria de Assistência Social de São Raimundo das Mangabeiras, através do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), participaram nesta terça-feira, 03, de uma atividade em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (08 de março). Realizado na sede do CRAS, O evento contou com mensagens de autoestima, palestra sobre os 12 direitos das mulheres — elaborados pela ONU (Organização das Nações Unidas)— além de sorteio de brindes e lanche.

A Irmã de São José Ana Amélia fez a mensagem de abertura do evento, contando um pouco da história relacionada ao Dia Internacional da Mulher. Em seguida, a Psicóloga Nivaldete Sá, fez uma palestra falando sobre os direitos das mulheres, segundo a ONU. O Sargento Josenias, policial militar que trabalha com o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência), e a coordenadora do CRAS, Nádia Barros, também fizeram homenagens. A cerimônia foi conduzida pela Secretária de Assistência Social, Betânia Maia.

“[No Grupo de Idosos Viver a Vida] a maioria são mulheres, então, a gente não poderia deixar de homenageá-las hoje”, desta Betânia sobre a realização do evento.

Maria Dalgiza, 65 anos, diz que é nas reuniões do grupo que ela se diverte. “Quando eu estou aqui eu fico tão feliz que eu esqueço [dos problemas]”. A Dona Maria Francisca de Lima, 68 anos, destaca que é “muito bom” participar das atividades. A Dona Teresinha Sandes, 76 anos, enfatiza: “participo direto das reuniões e, para mim, a melhor entidade que eu já vi, durante a idade que eu tenho, foi o CRAS”.

O “Grupo de Idosos Viver a Vida” se reune todas as segundas e quintas-feiras, no CRAS. Diversas atividades físicas fazem parte das ações desenvolvidas com o grupo.

Não! O Chinelo de Dedo não fechará as portas

Cidade
 

Nota de Esclarecimento

A direção do Chinelo de Dedo vem a público informar que a decisão judicial que determina a interrupção das nossas atividades, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, não é definitiva e contra ela já foi interposto o recurso cabível.

Dessa forma, enquanto a aludida decisão permanecer sub júdice, a casa continuará em normal funcionamento, inclusive com a realização dos eventos deste fim de semana.

Em relação a noticia veiculada pela imprensa e pelo TJ , esclarecemos que :

1) A relação com os moradores da vizinhança da Avenida Joaquim Mochel é pautada pelos princípios da cordialidade e respeito.

2) Temos em mãos TODAS as licenças de funcionamento expedidas pelos órgãos competentes (Alvará Municipal, Atestado Sanitário, Certificado de Vistoria do Corpo de Bombeiros, Autorização Anual da Delegacia de Costumes, Laudo de Emissão de ruído da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, entre outros).

3) Juntamos ao processo medições sonoras oficiais que demonstram que não extrapolamos os parâmetros legais.

4) Em todas as operações destinadas a esse fim, a casa sempre foi aprovada.

Respeitamos o direito de agir dos demandantes, mas fizemos uso do nosso também legítimo direito de recorrer da decisão, e enquanto ela não for definitiva, a casa seguirá com a animação e o respeito ao público que sempre a caracterizou.

Lista de 54 nomes enviada ao STF por procurador tem cerca de 45 políticos

Política
 

Rodrigo Janot pediu ao Supremo 28 inquéritos para investigar 54 pessoas.
Entre os nomes, estão os dos presidentes de Câmara e Senado, apurou JN.

Do G1, com informações do JN

Cerca de 45 políticos de vários partidos são alvos dos pedidos de abertura de investigação feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), informou nesta quarta-feira (4) o Jornal Nacional.

PF investiga lavagem de dinheiro
Entre as suspeitas sobre esses políticos, há crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, investigados na Operação Lava Jato, que apura pagamentos de propina e desvio de dinheiro da Petrobras.

O Jornal Nacional apurou que dois dos nomes são os dos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ambos dizem não ter conhecimento de que estejam entre os alvos dos pedidos de investigação.

A lista foi entregue nesta terça (4) ao ministro Teori Zavascki, relator das apurações da Operação Lava Jato no STF. Foram apresentados 28 pedidos de abertura de inquérito referentes a 54 pessoas, dentre as quais autoridades e suspeitos sem foro privilegiado. Entre as suspeitas relatadas, há crimes como corrupção e lavagem de dinheiro.

Janot também protocolou sete pedidos de arquivamento. O trabalho de análise dos documentos já começou no gabinete de Zavascki. O ministro e a equipes estão analisando cinco caixas de documentos enviados por Janot.

A expectativa é de que a análise seja concluída até o fim de semana e, logo em seguida, sejam conhecidos oficialmente os nomes e as suspeitas sobre cada um dos políticos.

De acordo com o critério definido pelo procurador-geral, para serem investigados, os políticos precisam ter sido citados nas delações premiadas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Yousseff como beneficiados pelo esquema de corrupção na Petrobras.

Nos casos em que não há indícios de crime, Janot pediu o arquivamento. Se os pedidos forem aceitos e os inquéritos abertos pelo STF, os procuradores e a Polícia Federal poderão iniciar uma nova etapa nas investigações.

Segundo os investigadores, o trabalho, que está apenas no começo, pode identificar mais nomes de políticos suspeitos de terem se beneficiado do esquema de corrupção na Petrobras.

No Ministério Público Federal, o trabalho agora é preparar os pedidos que serão encaminhados ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Pelo menos um deles deve ser para investigar um governador citado nas delações.

Lista de políticos na Lava Jato vira alvo de apostas

Política
 

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot

A expectativa pela divulgação da lista de políticos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras tumultuou a rotina dos congressistas, provocou uma onda de apostas sobre quem estaria na relação entregue ao STF (Supremo Tribunal Federal) e boatos sobre as ações do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Nas rodas de conversa, congressistas não escondiam a apreensão. Desde segunda-feira (2), parlamentares questionavam os jornalistas sobre os nomes que constariam na relação da Procuradoria.

Na reunião de líderes que discutia indicações para as comissões da Casa, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) recomendou aos partidos cautela para que não fossem escolhidos nomes que poderiam ser envolvidos no esquema. “O silêncio foi sepulcral”, contou.

Os dois principais personagens do mundo jurídico que atuam no processo, Janot e o ministro do STF Teori Zavascki, passaram o dia evitando jornalistas. Janot foi cedo à sede da Procuradoria, onde participou de uma reunião do Conselho Superior do Ministério Público.

Por volta das 13h, questionado sobre os processos, disse que, devido ao horário, os jornalistas deveriam se preocupar era com o almoço.

Zavascki passou a tarde na sessão da Segunda Turma do Supremo. Ele se irritou com a a presença de jornalistas em seu gabinete e no corredor que levava à sala do colegiado. Entre os ministros do STF, o único a se manifestar sobre o caso foi Marco Aurélio Mello, que defendeu o fim do sigilo dos processos da Lava Jato.

“Na administração pública, a mola-mestra é a publicidade, é o que viabiliza a eficiência, pelo acompanhamento da imprensa e dos cidadãos em geral”, disse.

Fonte: Folha de São Paulo

Palácio dos Leões já acenou com a impossibilidade da emenda impositiva

Política
 

O governador Flávio Dino já orientou seu líder na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira, a matar no nascedouro o desejo da ampla maioria dos parlamentares de que aquela Casa siga a Câmara Federal e aprove projeto de lei que estabeleça no Orçamento Geral do Estado a emenda impositiva.

Será o primeiro grande embate entre deputados e o governador.  Flávio Dino tem a vantagem de ter iniciado a gestão em menos de três meses e ainda surfa no embalo das ondas da grande aceitação que obteve nas urnas, se elegendo no primeiro turno.

Mas os parlamentares pretendem mostrar forças por causa da insatisfação que reina entre eles pelo tratamento dado pelo Palácio dos Leões. Em relação a Roseana Sarney, nada mudou.

Eles reclamam que não estão sendo ouvidos nas colocações dos seus aliados nem para cargos de terceiro ou segundo escalões.

Se sentem desprezados e não admitem que o governador faça as nomeações diretamente sem aos menos avisá-los, para que eles possam chegar na bases e espalhar que a indicações foram deles.

O deputado César Pires ocupou a tribuna para lembrar que o projeto já foi aprovado na CCJ e que só falta agora ir ao plenário. Foi aparteado por deputados da base governista que afirmaram apoio pela aprovação imediata.

De 12 deputados sondados ontem pelo Blog, oito garantiram que não abrem mão de que as emendas sejam impositivas. Para conseguir demover essa turma que se avoluma a cada dia, o governador terá que fazer um exercício de afagos que não podem ficar apenas no discurso da mudança.

Quadrilha desviou R$ 5 milhões do Seguro Defeso

Política
 

Antônio de Inês, ex-presidente do Sindicato dos Pescadores, sendo conduzido

Antônio de Inês, ex-presidente do Sindicato dos Pescadores, sendo conduzido

Uma quadrilha acusada de desviar R$ 5 milhões do Seguro Defeso da cidade de Viana, foi desarticulada hoje pela Polícia Civil, sob o comando do delegado Ney Anderson, conforme publicado em primeira mão aqui no Blog (Reveja).

O dinheiro era para ser pago em forma de benefício durante o período da piracema, quando ao pescador não é permitido pescar e, por isso, recebe o Seguro Defeso.

A polícia cumpriu 8 mandados de prisão e 7 de busca a apreensão, sendo que boa parte foi da mesma família, que detém o controle dos Sindicatos dos Pescadores de Viana e Penalva.

Antônio de Inês, ex-presidente do Sindicato dos Pescadores

Antônio de Inês, ex-presidente do Sindicato dos Pescadores

O líder da gangue é o ex-presidente do Sindicato dos Pescadores de Viana, Antônio de Inês, que foi candidato a vice-prefeito na chapa de Magrado, outro corrupto conhecido na região.

Além o pai foram presos a filha Adriana Pinheiro, atual presidente do Sindicato de Viana, o irmão Antônio Marinho e Inês Pinheiro. Também foram recambiados Márcio Júnior e Luis Alberto Mendes. Com o turma, foram apreendidos computadores, celulares, veículos, dois revólveres e uma quantia de mais de R$ 16 mil.

O esquema funcionava da seguinte forma: os beneficiários do Seguro Defeso eram cadastrados e recebiam apenas a metade ou uma parte. O restante ficava com o grupo.

O Blog vai divulgar, a partir de amanhã, cidades onde o mesma esquema corre solto, a fim de ajudar nas investigações policiais.


Prefeitura de SL dobra número de profissionais do Programa Mais Médicos

Maranhão
 

A Prefeitura de São Luís contará com o dobro de médicos do Programa Mais Médicos atuando na rede municipal de saúde a partir desta terça-feira (3). Os novos vinte médicos designados para São Luís foram acolhidos em cerimônia na tarde desta terça-feira no auditório central da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), da qual participaram o prefeito Edivaldo, o governador Flávio Dino e o ministro da Saúde, Arthur Chioro. Ao todo, novos 124 profissionais passarão a atuar na segunda etapa do programa no Maranhão.

O chefe do Executivo Municipal de São Luís representou os demais prefeitos maranhenses na mesa de abertura do evento. Edivaldo afirmou que o programa Mais Médicos é fundamental para a saúde da população de São Luís dentro da lógica de fortalecimento da atenção básica. A partir de agora, o Município passa a ter 39 profissionais de saúde participantes do Programa Mais Médicos.

“Este programa serve para suprir a deficiência de médicos na capital. Não somente em São Luís, mas também no interior do Maranhão. Daí sua importância. Nós, hoje, podemos ver essa foto bonita que é Prefeitura, governo do Estado e governo federal caminhando lado a lado com ações conjuntas”, festejou o prefeito Edivaldo. Recentemente o prefeito esteve com o ministro Chioro em Brasília, acompanhado da secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, articulando o incremento da rede municipal de saúde em São Luís, inclusive com o acréscimo de médicos para o atendimento.

Para o ministro Arthur Chioro, o acolhimento de novos profissionais é um momento de avanço, permitindo que milhões de brasileiros possam receber tratamento de saúde com a dignidade merecida. No entendimento do ministro, o programa contribui para a formação de uma grande rede. ´”E isto o que estamos fazendo. Quem realiza o Mais Médicos não é o governo federal. Ele apenas viabilizou, ajuda mobilizando as universidades. Mas quem se beneficia deste programa é a população”, disse o ministro.

O governador Flávio Dino recomendou aos médicos de outros estados incorporados ao programa que irão servir à população que se apaixonem pelo Maranhão e dediquem-se com grande afeto às pessoas, para que os sirvam com amor. “Faço questão de sublinhar isso publicamente”, reiterou o governador.

Na terceira etapa do programa do governo federal, o Município deve receber mais 20 médicos. Eles atuarão exclusivamente no Programa de Saúde da Família. “Sempre que temos batido à porta do governo federal, temos sido bem recebidos”, ponderou o prefeito. Em parceria com o governo federal, a Prefeitura de São Luís iniciou a construção a maternidade da Cidade Operária, realiza várias reformas na rede hospitalar como Socorrão I, Socorrão II, Hospital da Criança e em unidades básicas de saúde.

Algumas destas unidades foram entregues no ano passado e outras serão entregues ainda este ano. Esta semana, o prefeito Edivaldo deve entregar mais uma unidade básica de saúde totalmente reformada, desta vez no bairro do Cohatrac.

O prefeito disse ainda acreditar em uma mudança do quadro atual de atendimento da rede municipal de saúde da capital, ocupada em mais de 60% por pacientes procedentes de outros municípios maranhenses. A maior concentração ocorre nos hospitais de urgência e emergência da rede municipal: os hospitais Socorrão I e I.

“Com o governo Flávio Dino, temos outra perspectiva. Hoje o que nós sofremos é consequência do passado. Esse é um quadro que nós herdamos. Mas em médio e longo prazo, iremos mudar essa realidade. É claro que com a nova administração esse quadro tende a mudar, pois o governador tem um olhar especial para o interior do estado e para a descentralização dos hospitais”, explicou o prefeito.

A secretária de Saúde Helena Duailibe explica que os 39 profissionais do Programa Mais Médicos estão distribuídos em 28 das 54 Unidades de Saúde da Família do Município. “Com isso, nós teremos em unidades mais distantes, justamente onde precisamos, mais médicos em tempo maior”, disse a secretária.

Os médicos do programa desempenham atividades em uma carga horária de 32 horas, sendo mais oito horas dedicadas a estudos em especialização médica. Formado pela UFMA, o médico José Borba, 28 anos, tem avaliação positiva sobre o programa. “É interessante para todo profissional recém formado para adquirir uma formação mais variada, independente da sua expectativa”, avalia Dr. Borba, que vai atuar na Unidade de Saúde da Família da Cidade Olímpica.

A solenidade foi prestigiada ainda pelo reitor da UFMA, Natalino Salgado, e por prefeitos maranhenses, secretários de Saúde e pela comunidade acadêmica.

Prefeitura de Bacabeira paga servidores e cumpre reajuste salarial para o magistério

Política
 

Sede da Prefeitura de Bacabeira

Sede da Prefeitura de Bacabeira

A Prefeitura de Bacabeira informa que os salários de todos os servidores foram depositados nesta terça-feira (3). A novidade é que os servidores da Educação já receberão os vencimentos com aumento.

A Prefeitura de Bacabeira garante o pagamento do reajuste de 13,01% do Piso Salarial do Profissional Nacional do Magistério Público, conforme determina o artigo 5° da Lei n° 11.738, de 16 de julho de 2008. O novo piso salarial dos professores, determinado pelo governo federal, será de R$ 1.917,68.

Porém, o piso pago pela Prefeitura de Bacabeira é superior. O salário base de um professor que trabalha semanalmente 40 horas é de R$ 1.952,95. Dependendo da titulação e do tempo de serviço, os profissionais da educação chegam a ganhar mais de R$ 4.000,00.

Segundo o prefeito Alan Linhares, através do Plano de Cargos, Carreira e Salários do Magistério Público, foi possível contemplar, de maneira equilibrada, o pagamento do piso nacional dos profissionais da rede municipal de ensino. “Estamos dando ao funcionalismo público da área da educação um pouco mais do que aquilo que estabelece o piso nacional. Isso faz parte de uma política de valorização do magistério público”, disse o gestor.





  • Polls
    Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

  • Contatos

    E-mail: [email protected]
    Telefone: 98 3236-1351
    Celular: 98 8722-6094

    Arquivos

    Posts ordenados por data de publicação.